02 junho, 2012

Apenas um pequeno detalhe


2 de junho de 2012
Mesa de trabalho, materiais diversos, pó, restos de tecido, de couro, de papelão... Vários estiletes, largos e estreitos. Prefiro os largos para a maioria das tarefas. Um dia, um deles travou. Mexi e remexi com pressa. Troquei de estilete. O segundo, após um tempo, travou também e o que fiz foi o mesmo que da primeira vez. Foi mais fácil trocar de ferramenta.
Troquei de marca tempos depois e encostei num canto aqueles primeiros.
Ontem, depois de procurar o meu estilete cinza e de não o encontrar, lancei mão do velho azul. Trabalhei, trabalhei e, de repente, travou. Procurei novamente o cinza. Nada. O jeito era tentar destravar o azul para continuar meu afazer. Sempre com pressa, simplesmente deixei a lâmina solta no trilho após umas duas tentativas de destravamento.
Pronto. Terminei o trabalho e relaxei na cadeira. Quando olhei para o estilete, pensei em descobrir qual era o meu problema. Desmontei, montei, tentei o movimento da peça que prende a lâmina sem que ela estivesse ali. Tudo andava corretamente. Então, qual era a solução?
Investi no Google. Digitei ali a marca e o modelo do meu produto. Digitei junto a palavra “destravar”. Li rápido o que me foi apresentado, mas não satisfazia minha questão.
Voltei ao estilete e conscientemente me tranqüilizei para estudar o assunto. Calma parecia ser uma parte da resposta. Pronto! Em segundos encontrei o que estava fazendo a diferença: um encaixe da lâmina em seu “prendedor”. Uma aba minúscula que deve ficar sobre a lâmina e não debaixo dela. Fácil. Rápido. Apenas um pequeno detalhe.
Parei para pensar um pouco na vida. Eu, de vez em quando, faço isso, e deveria fazer mais vezes. Eu sempre, ou quase sempre, comparo esses pequenos problemas com o que enfrentamos no dia-a-dia, com pessoas envolvidas. Eu penso que devo aprender com a observação.
O que aprendo dessa vez são coisas como paciência, parar e sair do corre-corre para alguns momentos mais tranqüilos, observar cada detalhe, tratar do assunto e não simplesmente esquecer e deixar de lado. Uma coisa pequena, às vezes uma pequena atitude ou palavra, pode mudar o final da história.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home